terça-feira, 15 de dezembro de 2015

UCI segue analisando a possibilidade de eliminar o limite de peso de bikes de 6,8kg.

Há algum tempo, a UCI vem a analisar a possibilidade de eliminar o antigo limite mínimo de peso das bikes de 6,8kg.
Trek_Emonda_01
Em entrevista ao site Cycling Tips, Mark Barfield, responsável pela área técnica da UCI, disse que essa regra é uma relíquia do passado e que não faz mas sentido algum.
Na época que essa regra foi criada, em 2000, quando as bikes de carbono começaram a se desenvolver e foram ficando cada vez mais leves, a ideia era de limitar o peso mínimo das bikes, de forma a assegurar uma resistência mínima da estrutura e evitar que as bikes se desmanchassem no meio das provas.
Mas, com as tecnologias atuais, isso não faz mais sentido. “Atualmente, 6,8kg não quer dizer que a bike é segura.
Ter 10kg não quer dizer que a bike mais segura do que uma bike com 5kg”, disse Barfield.
Boa parte das bikes disponíveis no pelotão profissional é bem mais leve do que 6,8kg e as equipes precisam colocar lastro nas bikes, para que elas possam passar nas verificações da UCI.
Ou seja, a questão da segurança não adiantou de nada.
A UCI está avaliando um selo de qualidade que irá substituir o limite de peso.
Uma série de testes que indiquem que o quadro é seguro, é mais eficaz do que a balança.

MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.