domingo, 7 de fevereiro de 2016

Rota entre Sagres e Caminha pode integrar Eurovelo já em 2016.

O processo de candidatura da extensão da rota Eurovelo1 ao percurso entre Sagres e Caminha deverá ficar concluído no próximo ano, possibilitando que o litoral português passe a integrar o maior roteiro do cicloturismo europeu.
cicloturismo1
A candidatura está a ser promovida pela Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), que esta semana abriu o processo à opinião pública, para que possa contribuir para o dossiêr com fotografias que realcem o património natural e cultural existente ao longo dos 1150 km que ligam o extremo sudoeste do país ao topo noroeste.
No caso do processo ser aceite pela organização Eurovelo, gerida pela Federação Europeia de Ciclistas, a costa portuguesa passará a integrar uma rede destinada ao turismo de bicicleta que totalizará 70.000 km quando ficar concluída, em 2020, e envolverá 42 países.
O percurso será feito em estruturas já existentes, como ciclovias, ecovias ou estradas, neste caso com baixa densidade de tráfego, e terá sinalética a identificar a rota e as principais caraterísticas dos locais por onde passa. A informação também estará disponível em formato digital, para ser usada em computadores, smartphones ou outros equipamentos eletrónicos.
Nesta fase, explicou ao Pedais.pt um responsável da FPCUB, estão a ser desenvolvidos contactos com as oito comunidades intermunicipais e as duas áreas metropolitanas (Lisboa e Porto) por onde passará esta rota Eurovelo, processo que também envolve o Turismo de Portugal e a empresa pública Infraestruturas de Portugal, gestora da rede rodoviária.
O percurso Sagres-Caminha será dividido em 17 secções, que terão entre 60 a 70 km cada uma, a distância considerada recomendável para um cicloturista cumprir tranquilamente num dia.
Até agora, Portugal apenas tem na rede Eurevelo o percurso entre Vila Real de Santo António e Sagres, no Algarve, boa parte dele também junto ao litoral.
Sagres é, neste caso, o final a sul de uma rota que começa em Nordkap, no extremo norte da Noruega, passando depois pela Escócia, Irlanda do Norte, Irlanda, País de Gales, Inglaterra, França e Espanha.
Quando o novo percurso for adicionado, a rota Eurovelo 1 irá terminar em Caminha.
Um estudo da Comissão Europeia calculou em 2 295 milhões o número de viagens de turismo em bicicleta efetuadas anualmente na Europa, o que corresponde a 44 mil milhões de euros por ano.
É este o valor estimado do total das viagens de cicloturismo interno e internacional.
O número de cicloturistas cujas viagens incluem pernoita é de 20,4 milhões, correspondendo a cerca de 9 mil milhões de euros de receita por ano.
MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.