sábado, 15 de outubro de 2016

Ciência explica como o ciclismo muda seu cérebro

Ciência explica como o ciclismo muda seu cérebro e te faz mais forte mentalmente.

Uma pesquisa mostrou que incorporar ciclismo em sua rotina diária não é apenas saudável para o seu corpo, mas também para o seu cérebro! Se você já fez ciclismo e notou que seu humor e capacidades mentais pareceram mais fortes que o normal, você realmente experimentou os benefícios comprovados da bicicleta sobre a saúde mental.
Muitas pessoas andam de bicicleta como uma maneira de entrar em forma e viver uma vida saudável; no entanto, mesmo aqueles que já gozam de boa saúde física podem melhorar a sua força mental através de ciclismo regularmente. 
Apenas 30 minutos de ciclismo constante na estrada, trilha pode melhorar a memória, raciocínio e planejamento. 
Também tem benefícios cientificamente comprovados para a saúde mental, ajudando a combater a depressão e ansiedade.

Seu cérebro no ciclismo

Ciência explica como o ciclismo muda seu cérebro e te faz mais forte mentalmente
Andar de bicicleta pode aumentar o seu cérebro da mesma forma que aumenta seus músculos. Quando pedalamos, o sangue que flui para os músculos aumenta, permitindo que nossos corpos construam mais capilares, fornecendo mais sangue (e, portanto, mais oxigênio) para os músculos. 
O mesmo processo ocorre em nossos cérebros. 
Andar de bicicleta permite que o nosso sistema cardiovascular cresça ainda mais em nossos cérebros, trazendo-os mais oxigênio e nutrientes que podem melhorar o seu desempenho.
Quando andamos de bicicleta, o nosso cérebro também aumenta sua produção de proteínas usadas para a criação de novas células cerebrais. 
Ao andar de bicicleta regularmente, nós realmente duplicamos (ou mesmo triplicamos) a produção de células em nossos cérebros! 
Também aumentamos a atividade dos neurotransmissores, permitindo que as regiões do nosso cérebro se comuniquem de forma mais eficaz; portanto, melhora nossas habilidades cognitivas.
Os benefícios do ciclismo são especialmente importantes para cérebros em envelhecimento. 
Estes processos contrariam o declínio natural da função cerebral à medida que envelhecemos. 
Os cientistas compararam os cérebros de adultos nos seus 60 e 70 anos e descobriram que os cérebros daqueles que participaram regularmente em actividades físicas como ciclismo, na verdade, pareciam mais jovens do que aqueles que não o fazem. Isto prova que o ciclismo pode ajudar a manter nossas mentes afiadas em nossos anos posteriores.
MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.