sexta-feira, 15 de junho de 2018

Rede Nacional de Cicloturismo cresce com novos 1150 km para passear

Paulo Guerra dos Santos começou a percorrer Portugal de bicicleta em 2010 para criar uma rede de cicloturismo. 
Oito anos depois, estão mapeados 3820 km.
cicloturismo Portugal
Para alguns, a bicicleta é uma boa forma de fazer turismo, descobrindo zonas remotas de Portugal e revisitando lugares que já conhecemos de outros contextos. Paulo Guerra dos Santos é uma das pessoas que acredita nisso e, em 2010, começou a desenhar a Rede Nacional de Cicloturismo, à qual adicionou no último ano 1150 novos quilómetros.

REDE NACIONAL DE CICLOTURISMO

A rede é actualizada todos os anos e está compilada num PDF que pode ser adquirido online por 40 euros. Inclui 19 ecovias, mais sete que em 2017. As novas rotas incluem trajectos entre Rio de Onor e Vila Real de Santo António, no Algarve, entre Sines e Serpa, no Alentejo, entre Monfortinho e São Pedro de Moel e entre São Pedro de Moel e Castelo Branco, na Beira Alta, entre Porto e Miranda do Corvo e Miranda do Corvo e Viana do Castelo, na zona Norte, e entre Aveiro e Freixo de Espada à Cinta e entre Freixo de Espada à Cinta, na região Centro.
A Rede Nacional de Cicloturismo em 2018
São, no total, mais 1150 km que fazem esta Rede Nacional de Cicloturismo totalizar 3820 km, cerca de 55% do objectivo traçado por Paulo até 2025 – 7000 km de ecovias.
Além das rotas para percorrer Portugal de bicicleta, o PDF da Rede Nacional de Cicloturismo inclui recomendações de paragem e outras dicas úteis para quem está em viagem, como pontos de interesse ou como transportar uma bicicleta de comboio. Os mapas podem ser impressos em alta resolução mas também inseridos num telemóvel ou dispositivo GPS através de um ficheiro KML ou GPX, permitindo, assim, receber direcções de onde virar.
Além da Rede Nacional de Cicloturismo, Paulo Guerra dos Santos mapeou também uma série de rotas na área metropolitana de Lisboa. São 60 km de passeios que permitem explorar a cidade das 7 colinas de bicicleta, o estuário do Tejo ou os vários passeios ao longo da costa atlântica. Este guia foi editado em Fevereiro e custa 9 euros.
Percursos para fazer de bicicleta à volta de Lisboa

GOVERNO PROMETE CONSTRUIR 1000 KM DE CICLOVIAS

O executivo português quer investir 300 milhões de euros (parte através de fundos comunitários) na construção de mil quilómetros de ciclovias no país, num prazo de 10 anos
A novidade foi dada pelo ministro do ambiente, João Pedro Matos Fernandes, em Évora.
O Governo promete apresentar em Julho em detalhe este plano nacional de ciclovias, que pretende fomentar a utilização da bicicleta numa lógica de mobilidade suave. “Estamos muito perto de concluir, queremos mesmo apresentá-lo ainda na 3.ª semana de Julho”, afirmou o ministro, acrescentando que um dos objectivos é estender as ligações em ciclovias que já existem em algumas localidades e promover a sua interligação.
MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.