domingo, 25 de outubro de 2020

Infecções do trato urinário e ciclismo

Infecções do trato urinário e ciclismo: o que você precisa saber

Infelizmente, para as ciclistas, temos mais tendência a infecções do trato urinário do que a média das mulheres.
Isso também não é nenhuma surpresa, porque se você pensar bem, seu material rodante leva um pouco de impacto da sela: pedaladas repetitivas, fricção, calor, suor, creme etc. Sua almofada de camurça pode rapidamente se tornar o terreno ideal para bactérias. Sendo muito propenso a eles, posso dizer honestamente que as infecções do trato urinário são realmente ruins.

O que são infecções do trato urinário?

Comumente chamadas de ITUs, as infecções do trato urinário ocorrem quando há uma infecção bacteriana em algum lugar ao longo do trato urinário; na uretra, bexiga ou rins.
Fonte: www.tena.co.uk
As infecções podem ser causadas por problemas internos, nomeadamente no sistema digestivo, onde a Escherichia coli (E. coli) pode ser a culpada. Embora para muitas pessoas, uma influência externa por onde as bactérias entram pela uretra seja a causa mais comum de ITUs. As mulheres correm mais risco de desenvolver uma infecção por causa de nossa anatomia; a curta distância do ânus à uretra e a abertura uretral à bexiga.
Quando você considera o fato de que sua uretra é uma passagem curta e aberta para o seu corpo, não é difícil acreditar que é preciso muito pouco para as bactérias entrarem e começarem a se multiplicar. Esta é uma das razões pelas quais as ITUs em homens são muito mais raras porque seu trato uretral é muito mais longo que o nosso, por isso pode ser muito mais sério quando os homens são diagnosticados com uma.

Tipos de ITUs e seus sintomas

UTI infecção do trato urinário e ciclismo
Os sintomas podem variar de pessoa para pessoa, e a gravidade desses sintomas depende em grande parte do tipo de infecção.
Uma infecção dos rins é conhecida como  pielonefrite aguda e pode resultar em dor lombar e nas costas, febre alta, tremores, náuseas e vômitos.
Uma infecção da bexiga é conhecida como cistite e pode resultar em pressão pélvica, desconforto na parte inferior do abdômen, micção frequente e dolorosa e sangue na urina.
O tipo final de ITU está localizado na uretra, também conhecido como uretrite, onde os sintomas comuns são uma sensação de queimação ao urinar e secreção.

Outros sinais de que algo não está certo é fazer xixi turvo e pungente e ter vontade de urinar, mas administrar apenas algumas gotas agonizantes de cada vez.

Infecções do trato urinário e ciclagem

Por causa de nossa anatomia e nossa paixão por sentar em selas, infecções do trato urinário são bastante comuns entre as ciclistas, o que é uma chatice total ( sem trocadilhos) .
Muitos de nós usamos cremes de camurça para ajudar com feridas de sela e irritações, o que é bom, mas quando você junta isso com bactérias, pedalar, pressão na sela e, claro, suor ... as bactérias podem subir pela uretra para causar estragos. Embora não existam maneiras absolutas de evitar que as infecções do trato urinário apareçam, existem algumas coisas simples que você pode fazer para ajudar a impedir que elas o deixem em uma situação bastante miserável.

Dicas para ajudar a prevenir infecções do trato urinário

Agora, não deixe este artigo colocar o medo em sua sela! Apesar das infecções do trato urinário serem uma merda total, existem algumas coisas que você pode fazer para ajudar a mantê-las afastadas.

Beber muito

Nem é preciso dizer que beber bastante água ajuda a manter o seu interior feliz e, portanto, a lavagem frequente do trato urinário ajuda a reduzir a chance de proliferação de bactérias.

Suco de oxicoco

É certo que o suco de cranberry tem um sabor adquirido, mas ele cobre suavemente o interior da bexiga com uma película escorregadia que torna mais difícil a aderência das bactérias. O suco de cranberry também contém muitos antioxidantes e vitamina C para ajudar com a inflamação causada por infecções.

Enxágüe pós-corrida

Depois de terminar o passeio, tente tirar o short de camurça para enxaguar qualquer acúmulo de bactérias de todas as substâncias nocivas, como suor e creme de camurça.

Camurça limpa

Se possível, use shorts de camurça limpos para cada viagem, como faria normalmente com roupas íntimas.

Vá commando

Muitos ciclistas, inclusive eu, ficam sem calcinha por baixo dos shorts de camurça, enquanto outros preferem ter aquela primeira camada de algodão contra a pele. No entanto, usar essa camada extra sob os shorts acolchoados pode aumentar o calor e a fricção em torno do material rodante, o que pode contribuir para o terreno fértil perfeito para as bactérias.

Calças frescas

Minha regra geral é se você alguma vez os tirar, coloque novos. Calcinhas limpas ao acordar, limpe as depois do banho e sempre que terminar um treino. Você pode estar criando mais roupas para você, mas manter suas calcinhas limpas e frescas realmente ajuda a prevenir o acúmulo de bactérias.

Calcinhas respiráveis

Tecidos como a seda podem sufocar seu foof, criando mais calor e umidade - uma placa de Petri para as bactérias se desenvolverem. Mas é claro, as rendas ocasionais e as delícias sedosas para quando você estiver se sentindo sofisticado não farão mal.

Sem fragrância

Ao usar gel de banho, sabonetes e loções, certifique-se de verificar se eles são adequados para suas áreas sensíveis. As fragrâncias podem causar secura e irritação ao redor da abertura da uretra, o que pode levar à atração de sujeira e bactérias.

Tempo pós-sexy pequenino

Os tempos sexy são fabulosos, mas muito nojentos quando você pensa nas bactérias que são transferidas entre duas pessoas. Experimente e adquira o hábito de ir para um xixi logo depois, apenas para expulsar quaisquer nojentas indesejáveis.

De frente para trás!

Isso é algo que a maioria de nós aprende desde tenra idade, mas limpar da frente para trás garante que nenhuma bactéria se espalhe do ânus para a vagina, para a uretra.
Embora você possa fazer o possível para evitá-los, às vezes as ITUs acontecem. No caso de desenvolver um, a forma de tratamento mais comum é um curso de antibióticos prescritos por um profissional de saúde.
Se você é um dos raros unicórnios da comunidade feminina que nunca sofre de uma ITU, você tem muita sorte. Mas, se você for um ímã para eles como eu, saiba que não está sozinho e as simples medidas preventivas introduzidas na sua rotina geral de ciclismo podem fazer toda a diferença.
MM

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Portugal 🇵🇹 conquista mais três pratas nos Europeus de ciclismo de pista de sub-23 e juniores

 Portugal

🇵🇹
conquista mais três pratas nos Europeus de ciclismo de pista de sub-23 e juniores
A seleção portuguesa de ciclismo de pista conquistou hoje três medalhas de prata nos Europeus de sub-23 e juniores, com os segundos lugares de Maria Martins, em eliminação, e Iuri Leitão, em scratch, e Daniela Campos, na corrida por pontos.
https://www.facebook.com/photo?fbid=2855618327991378&set=gm.1463786753821750
MM


terça-feira, 20 de outubro de 2020

Está criada a Grande Rota da Ria de Aveiro, para percorrer a pé ou de bicicleta

 Percurso estende-se por 131 quilómetros e é o primeiro de um conjunto de três a ficar pronto. Projecto pretende dar a conhecer a “melhor parcela territorial do mundo”

Há um novo convite para partir à descoberta das paisagens da ria de Aveiro, a pé ou de bicicleta. 

A Grande Rota da Ria de Aveiro tem já um dos seus percursos disponíveis, e devidamente sinalizados, envolvendo a laguna e os seus principais canais. 

São 131 quilómetros de trilhos para percorrer, numa aventura adaptável ao perfil e meio de transporte de cada utilizador. 

A este percurso (Azul) irão juntar-se, nos próximos meses, outros dois, igualmente de grande extensão: 

Dourado e Verde – o primeiro circundará os territórios do interior, expandindo-se para os espaços costeiros de Norte e Sul; o segundo centra-se nos territórios do interior, destacando as zonas mais montanhosas.

Na prática, esta nova proposta vem valorizar os vários investimentos que têm vindo a ser feitos na região de Aveiro   por cada um dos seus 11 municípios e também pelo programa Polis Litoral  – na criação de trilhos pedestres e cicláveis. 

A aposta da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) passou por interligá-los – nalguns locais foi preciso construir pequenos trilhos , criando um produto turístico integrado. 

Uma forma de valorizar a “melhor parcela territorial do mundo”, realçou Ribau Esteves, líder da CIRA. “O que apresentamos nesta Grande Rota não foi inventado por nós, resultou do trabalho de gerações e gerações”, enquadrou, dando nota do “equilíbrio” que “homem e natureza” sempre souberam encontrar no território lagunar aveirense.

Um percurso, várias etapas.

O primeiro dos três percursos da Grande Rota da Ria de Aveiro está já devidamente sinalizado e acessível a quem o queira descobrir. A apresentação à comunicação social aconteceu esta quarta-feira, no Centro de Interpretação da Construção Naval de Pardilhó, em Estarreja, local que pretende preservar a tradição da construção naval artesanal e que é um dos vários pontos de passagem da Grande Rota.

A partir do site dedicado a este novo produto turístico da ria é possível aceder ao mapa do percurso (GR 57) – recomendado a públicos que procurem a prática de actividades de bicicleta e caminhadas suaves, não oferecendo grandes desafios físicos – e a algumas sugestões de etapas. “O utilizador pode adaptar o percurso e personalizá-lo”, destacou, por seu turno, João Pardinha, da empresa IDTOUR, responsável pelo projecto.

Ovar, Murtosa, Estarreja, Aveiro, Ílhavo e Vagos são os municípios abrangidos neste percurso ao longo das margens da ria e que atravessa desde zonas de sapal a campos de cultivo   de natureza circular, o trajecto divide-se entre piso duro (asfalto, ciclovia ou ecopista) e terra batida, com alguns sectores em passadiço de madeira.

Relativamente aos outros dois percursos, a sua inauguração deverá ocorrer em dois momentos distintos – um no final do ano e outro na Primavera de 2021  , sabendo-se já que o Dourado terá 234 quilómetros de extensão (será o maior de todos) e o Verde estender-se-á por 196 quilómetros.

Em: https://www.publico.pt/.../criada-rota-ria-aveiro...

MM

quinta-feira, 8 de outubro de 2020

Paris Hilton

 PARIS HILTON EM HOLLYWOOD !!!


“Ir para o trabalho de bicicleta é a melhor parte do seu dia”.
LPavel
MM

Erika Csiszer

MM

Irina Dimick

Irina Dimick do filme The Longest Day.
Irina Dimick do filme The Longest Day.  Ainda bem que ela deixou o elastano e o capacete em casa.
 Ainda bem que ela deixou o elastico e o capacete em casa.
MM

Ciclistas de Yorkshire trocam Lycra por lingerie no calendário de caridade

Membros de um clube de ciclismo feminino em North Yorkshire trocaram bibshorts por meias e suspensórios em uma sessão de fotos para um calendário para arrecadar dinheiro para a ambulância aérea da área.
Seis mulheres do Cappuccino Cycling Club(link is external) de Harrogate participaram do projeto, que as viu vestir lingerie da Rigby & Peller, a empresa londrina que fornece roupas íntimas para a rainha.
Publicado antes da Grand Départ do Tour de France no próximo mês, o calendário apresenta locações ao longo do percurso da corrida e foi filmado pelo cineasta vencedor do BAFTA Paul Berriff e pelo fotógrafo de moda Michael Dunne.
Uma das ciclistas que se ofereceu para participar, Sue, disse: “Somos todos ciclistas entusiasmados e acostumados a um desafio, mas isso era algo novo.
“Trocar Lycra por renda nos deixou com a sensação de estarmos expostos antes mesmo das câmeras chegarem! Como o ciclismo, a experiência teve seus altos e baixos, mas apoiamos uns aos outros com humor e encorajamento, como fazemos em nossos passeios.
“Recebemos com agrado a oportunidade de arrecadar dinheiro para a ambulância aérea, uma instituição de caridade da qual contamos para estar presente a qualquer momento. Tem sido uma experiência única e uma maneira muito diferente de comemorar o Tour de France chegando a Yorkshire. ”
Gary Verity, executivo-chefe da Welcome to Yorkshire, que venceu a licitação para sediar o Grand Départ deste ano, disse: “É ótimo ver pessoas arrecadando dinheiro para uma instituição de caridade tão importante, combinando a comemoração da chegada do Grand Depart com a apresentação de alguns dos localizações fabulosas ao longo do percurso. ”
Berriff se lembrou de sua abordagem inicial ao clube para ver se eles estariam interessados ​​em participar do projeto.
“Telefonei para Liz Annetts, do clube Cappuccino, e perguntei se eles estavam dispostos a se despir e usar roupas íntimas na frente de uma câmera. Houve um silêncio por cerca de vinte segundos antes que ela percebesse o que eu acabara de perguntar a ela”, disse ele.
“Em uma hora, ela voltou para mim com seis voluntários e em pouco tempo tínhamos quatorze mulheres se oferecendo para serem fotografadas. Não pude acreditar na rapidez com que responderam.
“Estivemos no local em um tempo muito frio, mas as mulheres em suas roupas íntimas não estavam nem um pouco preocupadas.
Todos eles foram muito corajosos e o calendário está realmente deslumbrante, é um grande crédito para eles e uma maneira fantástica de arrecadar dinheiro para uma grande causa e trazer mais interesse para Yorkshire e a corrida do Tour de France ”, acrescentou.
O calendário custa £ 12 e pode ser encomendado aqui: www.cappuccinocyclingcalendar.com(link is external)
North Yorkshire também abriga o Rylstone Women's Institute, cujos membros notoriamente se despiram em 1999 para um calendário que ajudou a arrecadar £ 3 milhões para a instituição de caridade Leukemia & Lymphoma Research, com suas façanhas sendo o tema do filme de 2003, Calendar Girls.

MM

sábado, 3 de outubro de 2020

Joni Brandão cai

 “Joni Brandão cai (literalmente) no pódio”



Vencedor da etapa da Torre não está a ter um dia nada fácil
Depois de ganhar na Torre, Joni Brandão não está a ter um dia nada fácil. Depois de se confirmar a penalização de 20 segundos, o líder da Efapel... caiu no pódio.
Na cerimónia (que só se realizou esta sexta-feira devido às más condições climatéricas na Serra da Estrela), Joni subia a rampa para o pódio onde iria exibir o prémio de vencedor do dia anterior quando... escorregou e caiu.
Momentos de alguma tensão, mas que acabou em algumas gargalhadas porque, felizmente, o corredor, de 30 anos, saiu ileso e... pronto para outra.
MM