sábado, 15 de fevereiro de 2014

ALONGAR PARA MELHOR PEDALAR.


O carácter repetitivo do pedalar tende a encurtar e o enrijecer alguns músculos. Parece estranho mas é verdade… Com o pedalar os músculos das pernas perdem elasticidade já que estão confinados a um movimento sem total amplitude quer de extensão quer de flexão.


As tensões musculares atingem também as costas, os braços, o pescoço e os ombros. Quando as distâncias/horas aumentam, ignorar este aspeto é caminhar a passos largos para ser “obrigado”a andar menos...
 


Por exemplo, para quem se preocupa com questões de performance o enrijecimento dos adutores tem um impacto forte no pedalar ao não deixar distender a perna no movimento descendente, reduzindo a força aplicada no pedal. Causando o “típico” rolar do tronco… ótimo para apreciadores de hérnias discais…


Quem pedala horas e horas a fio deve esforçar-se por ter mais 15 Min. A situação ótima é integrar na vida quotidiana movimentos de alongamento... Primeiro estranha-se mas depois já não se dá por isso.
Os alongamentos ajudam os músculos a recuperar melhorando o processo de absorção de aminoácidos e mantendo a integridade das células musculares.


Os alongamentos são “um dos seguros de saúde” para pedalar longas distâncias…


O principal objetivo do alongamento é garantir a melhor flexibilidade possível do corpo durante os exercícios e deixar os movimentos mais amplos, a maioria das pessoas não sabem, mas logo ao acordar já praticam o alongamento, sabe aquela “despreguiçada” logo no primeiro bocejo da manhã? É neste momento que fazemos o primeiro alongamento da manhã, mas este exercício vai muito além do que uma simples “despreguiçada”, ele é essencial para prevenir traumas, dores nos músculos e possíveis lesões nas articulações, algumas pessoas se alongam de forma errada, outras corretamente antes e depois dos exercícios ou simplesmente não se alongam nem antes e depois é preciso combinar o alongamento certo a determinado exercício e por isso o acompanhamento de um profissional é sempre importante, porque ele que indicará o alongamento correto baseando-se no exercício que você irá praticar ou praticou.
Antes da atividade física o alongamento pode ser muito importante, mas mais do que ele o bom aquecimento é indispensável, caminhar, andar na bicicleta entre outras atividades que podem ser classificadas como moderada durante quinze ou vinte minutos antes de qualquer exercício “prepara” melhor o corpo do que o alongamento seja isso na academia ou em qualquer lugar que for praticar exercício, o pré aquecimento garante o preparo do corpo para realizar atividades mais intensas. O aquecimento pode ser tão importante quanto o alongamento antes das atividades, porém não fará efeito nenhum a não ser o desgaste se feito depois dos exercícios e é após estas atividades que descobrimos a importância do alongamento.
Alongar-se antes das atividades não é necessariamente obrigatório para quem já pratica exercícios todos os dias, mas o aquecimento é indispensável, já para os iniciantes o alongamento juntamente com o aquecimento é mais importante do que um dos dois só e alongar, depois de qualquer atividade vale para todos desde os mais experientes até os iniciantes, ou melhor, alongar durante o dia, pode fazer muito bem para a saúde, inclusive para quem trabalha com movimentos repetitivos, é indicado alongar de acordo com cada atividade, por exemplo, se for correr priorize as pernas, mas não deixe de alongar os braços, de for fazer natação alongue-se de forma que nenhuma parte do corpo fique sem alongamento. Alongar-se três vezes por dia, logo ao acordar, antes do almoço e depois do expediente também é muito importante para revitalizar os músculos, trabalhar a flexibilidade e garantir movimentos mais ousados sem dores.

MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.