quarta-feira, 19 de julho de 2017

Porto a Santiago em bicicleta ( Caminho Central - Via Braga )

Foto de Celanus Empresa de Turismo, Sa.
Celanus Empresa de Turismo, Sa

Empresa deTurismo Natureza, licenciada com o número
RNAT 918/2016

Profissionalismo e experiencia pelos mais diversos Caminhos de Santiago.

DESCRIÇÃO:

Preço : 169.00€

Porto a Santiago de Compostela -240 km

Caminhos de Santiago em bicicleta de 3 dias 2 noites.

- Duas noites de alojamento em hotel em quarto duplo ou triplo com pequeno almoço.

- Três almoços em servico volante em plena natureza,com prato principal, pão, fruta e bebidas, agua, coca'cola e vinho.

- Menu ( almoço ) Vegetariano a pedido

- Abastecimentos sólidos e líquidos durante os três dias de viagem, água, frutas.

- Seguro de acidentes pessoais

- Credencial de Peregrino

- Autocarro a acompanhar durante os três dias e regresso dos participantes e bicicletas.

- Guia credenciado a acompanhar os participantes.

- Assistência técnica especializada para as bicicletas.

- Possibilidade de suplemento em quarto individual por mais15€ por noite.

- Possibilidade de aluguer de bicicleta ( sob consulta)

PERCURSO:

1º Dia : Porto - Ponte de Lima
2º Dia : Ponte de Lima - Redondela
3º Dia : Redondela - Santiago de Compostela
-Hora prevista de chegada a Santiago 16H00, de chegada no regresso ao Porto 20H00.


PRE INSCRICAO :
Enviar email com os seguintes elementos, para;
manuel.celanus@gmail.com
-Nome completo
-Contacto telefonico

Qualquer esclarecimento Telf : 00351 938454419

Garanta o seu lugar, efectuando a pré inscrição,
pois será respeitada a ordem de entrada.

Pré inscrição não obriga a pagamento imediato , mas uma forma de reservar a sua presença.

Postriormente o pagamento sera efectuado em três vezes, de forma suave,em referencia que mencionaremos a data :

* 30% * 30% até * 40%


Número mínimo de 15 participantes e máximo de 25.
Caso não se reúna o número mínimo de participantes até 30 dias antes, o valor será integralmente devolvido por transferência bancaria.

Camino de Santiago
As Origens

A história do Caminho de Santiago remonta ao início do século IX (ano 814) momento da descoberta do túmulo do apóstolo evangélico da Península Ibérica. Desde essa descoberta, Santiago de Compostela torna-se ponto de peregrinação de todo o continente europeu.
O Caminho foi definido então pela rede de rotas romanas que se juntaram aos pontos nevrálgicos da Península. O impressionante fluxo humano que rumava a Galiza deu origem a que rapidamente apareceram muitos hospitais, igrejas, mosteiros, abadias e cidades ao redor das rotas. Durante o século XIV a peregrinação começou a decair, fato trazido pelas guerras, as epidemias e as catástrofes naturais.
A recuperação das rotas começa no final do século XIX, mas é durante o último quarto do século XX, que ocorre o autêntico ressurgimento contemporâneo da peregrinação. Não há dúvida de que os componentes sociais, turísticos, culturais ou desportivos tiveram grande importância na revitalização jacobea, mas não podemos esquecer que a rota ganhou seu prestígio graças ao seu valor espiritual.
O Caminho de Santiago (Camiño Santiago) é uma grande rede de antigas rotas de peregrinos que se estendem por toda a Europa e se reúnem no túmulo de Santiago, em Santiago de Compostela, no noroeste de Espanha.
Anualmente, centenas de milhares de pessoas de várias origens caminham pelo Caminho de Santiago a sós ou em grupos organizados. As pessoas que querem estar despreocupadas poderão optar por uma excursão organizada ou uma visita auto-guiada, enquanto muitos optarão por planejar o camino por conta própria.
A rota mais popular (que fica muito lotada no meio do verão) é o Camino Frances que se estende 780 km (cerca de 500 milhas) de St. Jean-Pied-du-Port perto de Biarritz, na França, para Santiago. Esta rota é alimentada por três grandes rotas francesas: a Voie de Tours, a Voie de Vezelay e a Voie du Puy. Também é acompanhada pelo Caminho Aragonés (que é alimentado pela Voie d'Arles que atravessa os Pirinéus), pelo Camínho de Sant Jaume de Montserrat perto de Barcelona, ​​a Ruta del Tunel de Irun, o Camino Primitivo de Bilbao e Oviedo, e pelo Camino de Levante de Valência e Toledo.
Outras rotas espanholas são o Camino Inglés de Ferrol e Coruña, a Via de la Plata de Sevilha e Salamanca, e por fim o Camino Portugues.
A rede é semelhante a um sistema fluvial, ribeiros pequenos se unem para fazer riachos, e os riachos se juntam para fazer rios que vao finalmente desaguar na foz (Santiago de Compostela). Durante a Idade Média, as pessoas partiam a pé de suas casas em direçao as rotas principais para Santiago, dando origem ao crescimento destas redes. Hoje em dia, as viagens aéreas baratas deram a muitos a oportunidade de voar para o seu ponto de partida, e muitas vezes para fazer seções diferentes em anos sucessivos. Algumas pessoas iniciam o Caminho Santiago por razões espirituais, outros encontram essas razões espirituais ao longo do Caminho ao encontrarem-se com outros peregrinos, assistir às missas em igrejas mosteiros e catedrais, e ver a grande infra-estrutura de edifícios providenciados aos peregrinos ao longo de muitos séculos.
MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.