terça-feira, 20 de setembro de 2016

O tamanho do disco de travão e a influência na travagem.

Já notou que algumas bicicletas possuem discos de travão bem pequenos enquanto outras possuem discos grandes?
Ainda outras bikes são mistas, com tamanhos diferentes de discos.
Por que isso?
O tamanho do disco de freio e a influência na frenagem

Vamos começar entendendo o objetivo de um travão: fazer as rodas girarem mais devagar ou não girarem, reduzindo a velocidade do veículo.
Para entender a quantidade de força que o freio tem de fazer em um círculo menor ou maior, você pode fazer o seguinte:
  • Pegue uma roda da sua bicicleta, ou simplesmente erga a roda dela e a faça girar rapidamente.
  • Faça pressão com um dedo sobre o aro da bicicleta, enquanto ele gira.
  • Agora faça a pressão novamente, porém, na lateral do cubo ou no disco de travão, com cuidado.
Foi muito mais fácil parar a roda apertando o aro, não foi?
Isso acontece devido a força centrífuga gerada quando a roda gira.
Sim, as centrífugas de roupas são um puro e aplicado exemplo dessa força, que entenderemos depois.
Vamos entender essa força.

Desacordo de direções

Os objetos tendem a adquirir uma direção ao se movimentarem.
O padrão é que esse movimento seja em linha reta, a não ser que outras coisas o afetem.
Tanto que um objeto que recebe propulsão no vácuo sem gravidade continua sempre na mesma direção e na mesma velocidade, pois não há nada para o influenciar – nem gases, nem ventos, nem gravidade.
Porém, ao fazer uma curva, o objeto muda de direção, mas faz isso contra a sua ‘vontade’.
Ele queria continuar se movimentando em linha reta, mas outra força ou objeto o forçou a mudar de direção.
Por isso, ele tenta ‘sair da curva’, da mesma forma que um carro sai da curva se a fizer muito rápido. No caso do carro, a roda vai contra a vontade do resto do veículo fazendo-o mudar de direção.
A centrífuga de roupas usa isso para expulsar a água.
 Como as roupas não conseguem sair pelos furos do cilindro quando ele gira, apenas a água que está nas roupas sai, já que ela passa pelos furos e quer se deslocar em linha reta.
Numa roda girando, toda a sua massa – cubo, rolamentos, graxa, aros, raios, pneu e até o ar dos pneus – querem continuar se movimentando em linha reta.
É como se eles tentassem se desprender da roda o tempo inteiro.
Agora, para entender por que é mais fácil frear pela borda da roda, faça o seguinte: pegue uma corda pequena ou um barbante e prenda um objeto que tenha peso maior que o da corda na ponta. Faça o conjunto girar, como se fosse laçar um boi.
O objeto fará a corda se esticar, girar e adquirir velocidade.
Depois, mantendo o mesmo objeto, faça o objeto bater em alguma coisa sólida. Tanto o objeto como a corda vão parar imediatamente.
Então, reinicie o mesmo movimento e tente fazer o conjunto parar de girar por colocar seu dedo no caminho de rotação da corda.
 A parte da corda entre seu dedo e sua outra mão vai parar, mas o resto vai continuar girando.
Por que a diferença? Porque a força se desloca para fora da rotação.
É como se o peso da roda fosse para a borda, tentando se soltar.
Se você quer pará-la efetivamente, deve atacar o ‘problema’ na raiz: no lugar onde está a força, a borda, caso contrário, o resto vai continuar tentando girar.
 Por isso, discos maiores são melhores em parar a roda: eles estão mais perto do ponto onde a força está se concentrando.
Mas isso tem uma implicação: a roda vai travar mais facilmente.
E por isso os discos de freio não são do mesmo tamanho da roda.
Eles buscam um equilíbrio no qual se possa frear a bicicleta rapidamente, mas sem travar suas rodas.

Disco grande na frente

É claramente perceptível o tamanho acentuado dos discos de travão de uma bicicleta de Downhill. Como estas bicicletas são mais pesadas e estão em 90% do tempo descendo morros, a força centrífuga da roda é maior.
Aplicar a força no mesmo ponto da roda de uma bike normal seria pouco eficiente, visto que a força é maior, e com a velocidade alta, ela se desloca ainda mais para a borda da roda.
Por isso, enquanto bikes de Cross Country usam discos de 140 e 160 mm, bikes de Downhill usam discos de 180 mm, 200 mm e até um pouco mais.
Na introdução falamos sobre bicicletas que usam dois tamanhos de disco.
Sabe por quê?
O motivo é que aproximadamente 70% da travagem da bicicleta é realizada pelo freio dianteiro.
Como ele fica com a parte mais dura do trabalho, ele recebe um disco maior.
Esse é um fator importante para considerar ao alterar ou trocar os travões.
E na hora de frear também! 
MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.