sábado, 10 de setembro de 2016

Specialized Roubaix 2017 vem com suspensão dianteira para encarar os paralelepípedos

A Specialized resolveu revolucionar as bikes de endurance, trazendo uma solução que já foi utilizada na década de 90, mas de uma forma bem mais inteligente e com um resultado bem mais eficiente.
roubaix_2017_04
De acordo com a Specialized, essa abordagem veio após os testes realizados em parceria com a McLaren, onde eles colocam sensores em toda a bike para ver onde acorre mais impacto e onde as imperfeições do asfalto mais afectam os ciclistas. E os resultados dos testes mostraram que algo devia ser feito na parte dianteira da bike.
roubaix_6
A bicicleta recebeu um cartucho (Future Shock) de 20mm de curso dentro da espiga do garfo, que tem um funcionamento como uma suspensão Lefty, com aqueles rolamentos de agulha, além das molas. São três tipos de molas que podem ser colocadas no cartucho, Mais rígida, média e mais suave.
roubaix_2017_04
Na década de 90 suspensões como a RockShox Roubaix SL fizeram sucesso por alguns anos, e venceram edições da Paris-Roubaix, mas a falta de rigidez fez com que elas caíssem em desuso. Mas de acordo com a Specialized, esse sistema colocado dentro da espiga gera uma complacência axial que não permite torção do garfo, o que aumenta o conforto, mas não prejudica a rigidez.
Esse sistema, gera um aumento de conforto de 4.538% em relação a Roubaix Anterior (na parte dianteira).
Photo: Jim Fryer / BrakeThrough Media | brakethroughmedia.com
Photo: Jim Fryer / BrakeThrough Media | brakethroughmedia.com
Na parte traseira, eles também tiveram uma solução interessante. Ele deslocaram para baixo a junção entre o SeatStay e o SeatTube e colocaram uma abraçadeira para prender o espigão de selim. Isso fez com que o espigão tivesse mais espaço para trabalhar e a parte por onde o cano entre no quadro é mais aberta, para permitir o movimento do mesmo. Isso aumenta a complacência vertical do espigão de selim, aumentando o conforto.
Photo: Jim Fryer / BrakeThrough Media | brakethroughmedia.com
Photo: Jim Fryer / BrakeThrough Media | brakethroughmedia.com
A bike só vem com travões a disco,sobre a aprovação da UCI até a Roubaix de 2017, os discos estarão aprovados.
Essa quadro foi a construção mais tecnológica da Specialized no quesito de malhas de carbono. E mesmo com a suspensão e os freios a disco e grupo DI2, a bike pesa 7kg.
Minhas impressões.
Como o lançamento dessa bike era bastante secreto, nós não pudemos pedalar muito com ela, nem levar celular nem nada. Mas demos uma rápida volta, com roupa de gente mesmo, nos estacionamentos da Sede da Specialized em Morgan Hill, Califórnia.
Ao passar por essa madeira com esses tacos atravessados, é impressionante ver como a bike absorve os impactos. Passar sprintando, em pé, de tênis em uma superfície assim, com uma bike comum é praticamente impossível. E com a Roubaix 2017 é bem fácil.
Mas o que é realmente impressionante, além do conforto na hora de passar nos obstáculos mais fortes, é a sensação insana de controle que você tem na bicicleta. A suspensão absorve todas as micro imperfeições do asfalto, portanto o pneu dianteiro não perde a aderência nunca. Fiz alguns testes fazendo curvas bem fechadas em locais com o asfalto irregular e a bike fica grudada no chão.
Fiquei muito impressionado e isso pode ser realmente uma revolução do desporto.
M M

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.