sexta-feira, 1 de junho de 2012

Bicicleta primeiras pedaladas.

A relação da criança com a bicicleta.

Quem não se lembra com carinho da primeira bicicleta? Apesar dos videogames e brinquedos eletrônicos cada vez mais presentes no dia-a-dia das crianças, as bicicletas ainda tem um lugar no coração dos pequenos, especialmente na hora de escrever a cartinha para o Papai Natal.  

Um exercício completo, o uso da bicicleta não só deve ser permitido como estimulado. Além de ser um excelente meio de transporte, andar de bicicleta ajuda a desenvolver o equilíbrio, melhora a coordenação motora e ajuda a criança a socializar-se.

Ha já algum tempo em que a obesidade é uma ameaça real para crianças e adolescentes, este desporto pode trazer grandes benefícios para a saúde. Para isto, nos primeiros momentos, é essencial o acompanhamento dos pais para que o aprendiz o faça de forma segura e divertida.

Primeiras pedaladas

Os pais devem avaliar, primeiramente, se os pequenos já tem idade e tamanho suficientes para pilotar uma bike. Na hora de escolher um modelo, tenha a certeza de que o seu filho vai conseguir apoiar os pés no chão. Isso é importante para que ele sinta confiança e se equilibre com mais facilidade.

Use a tabela abaixo para referência:Outro item normalmente esquecido é o capacete: o ideal é que a criança se vá acostumando desde cedo a usá-lo. O seu uso previne acidentes mais sérios, que podem até causar sequelas permanentes. Protetores nos joelhos também são muito bem-vindos. 

Idade da criança
Aro
2 a 4 anos12
3 a 6 anos14-16
6 a 10 anos20
A partir de 10 anos24-26

 Na primeira vez, é muito importante que os pais sejam os professores: aprender com amigos mais velhos aumenta o risco de machucados, e a criança pode ficar com medo a ponto de perder o interesse pela atividade.

Tirando as rodinhas

Algumas crianças resistem à retirada da rodinha por não se sentirem seguras o suficiente. A verdade é que provavelmente já dominam o uso da bike, mas não confiam na estabilidade do veículo somente sobre duas rodas.

Após tirar a rodinha, ajude seu filho a equilibrar-se por alguns metros, segurando a bicicleta por trás. Não deixe que ele mande o peso para cima de você. Depois de algumas voltas, a criança vai-se equilibrar naturalmente, o que será sensível.

Neste momento, solte bem devagar, de preferência sem fazer alarme, continuando perto o bastante para segurá-lo em caso de um tombo. Mesmo depois que a criança estiver confiante de que consegue equilibrar-se sozinha fique por perto até ter certeza de que ela não se irá machucar.

Ganhando a estrada

O seu filho já está maior e, como os amigos, quer ir cada vez mais longe com a bicicleta. Andar na rua é outra história: no playground do prédio ou quintal, ele está seguro e distante dos carros e autocarros.

Neste momento, o mais importante é orientá-lo sobre como se deve portar na rua. Atenção é tudo: além dos equipamentos de segurança, ensine-o a tomar alguns cuidados ao andar em áreas urbanas.

- Evitar ruas movimentadas – ruas com muitos carros e autocarros representam um perigo até para ciclistas experientes. Oriente o seu ciclista mirim a dar preferência à ruas mais vazias, sempre olhando para os dois lados antes de atravessar e tomando cuidado com entradas de garagem, portas de veículos que se abrem de repente e pessoas distraídas. 

- Obedecer aos sinais de trânsito – avise o seu filho sobre o perigo de "barbaridades" e nunca dê o mau exemplo.  

- Evitar a calçada – muita gente acha que é mais seguro para a criança andar no meio da calçada, entretanto, uma calçada cheia de gente também pode causar acidentes e atrapalhar a circulação. Se o seu filho precisa conduzir a bicicleta por uma calçada com muitas pessoas, oriente-o a desmontar e seguir devagar, levando a bicicleta pelo volante.

- Travões regulados – a criança nunca deve andar na rua com bicicletas sem travões. É um convite a acidentes graves. Mantenha a bicicleta de seu filho sempre bem regulada e com travões e mudanças a funcionar.

A saúde também merece cuidados. Ensine o seu filho a levar sempre uma garrafa de água ou isotônico quando passear, especialmente se for para longe, para evitar a desidratação.

A insolação também é um risco, e costuma pegar de surpresa: os melhores horários para andar de bicicleta são pela manhã e no final da tarde, para evitar o sol forte. E não se esqueça do filtro solar! 

Estimule seu filho a ter uma vida mais saudável com bicicletas.

 

MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.