domingo, 19 de abril de 2015

Pedalar alivia o stress.

Pedalar alivia o stress, traz benefícios ao corpo
e contribui para a preservação do meio ambiente.

Andar de bicicleta traz mais benefícios às pessoas do que é possível imaginar.
Poupamos dinheiro e economizamos combustível, apreciamos mais a vista da cidade, evitamos congestionamentos, adquirimos mais equilíbrio, tomamos sol, ficamos mais dispostos e com o corpo em forma, dormimos melhor, além de sermos muito mais “amigos” do planeta, pois não emitimos gases nocivos à atmosfera e nem contribuímos para o aquecimento global.
A prática do ciclismo se faz presente na vida das pessoas de várias formas, seja para curtir o lazer com a família no fim de semana, seja como prática de exercícios e até mesmo como meio de transporte.
Segundo um estudo da Psychotherapy and Psychosomatics, divulgada em 2011, pedalar aumenta a disposição das pessoas em 20% e diminui a fadiga em 65%.  
Na saúde, o ciclismo é eficiente no metabolismo da gordura, também define a musculatura das pernas e trabalha a resistência dos braços.
O trabalho muscular ocorre por conta do esforço, estabilidade e coordenação dos movimentos.
A distância percorrida, a angulação do terreno, a velocidade em que se pedala, tudo vai influenciar no trabalho muscular, resultado no desenvolvimento físico do ciclista.
Pedalar também contribui para melhorar a coordenação motora e prevenir a osteoporose, aumenta a resistência à fadiga e às doenças crônicas pulmonares, cardiovasculares, entre outras.  

Algumas dicas para pedalar com segurança.

Para quem pretende iniciar a prática do ciclismo, o ideal é começar pedalando de 15 a 20 minutos, três vezes por semana.
É indicado o uso de um tênis confortável e equipamentos que garantam a segurança do ciclista como capacete, luvas, sinalizadores e roupas adequadas e de preferência coloridas, para chamar a atenção dos motoristas.  
Também é indicado que a bicicleta tenha o guiador alto para evitar esforços na coluna.
É preciso ter atenção à postura.
O tronco precisa estar alinhado com o quadril, com uma leve inclinação à frente para melhor apoiar e sustentar os membros superiores sobre o guidão.
O banco deve estar regulado na altura da extensão das pernas.
A altura ideal é, quando sentado, encostar apenas as pontas dos pés no chão.” comenta, uma fisioterapeuta.
O ciclismo indoor, realizado nos ginásios, também é interessante para quem não sabe se equilibrar na magrela.
Também é feito com continuidade, sem precisar se preocupar em parar nos semáforos.
Segundo a fisioterapeuta, se o banco estiver muito alto ou muito baixo pode prejudicar a postura do ciclista.
Vale destacar que antes de iniciar qualquer tipo de exercício, é recomendável procurar um profissional da saúde para uma avaliação adequada.



M.M.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.